Virei Líder: O desafio em delegar tarefas

Quando um colaborador vira líder, um milhão de coisas passa pela cabeça dele nesse momento. Será que isso é para mim? Será que vou dar conta? Entre outras perguntas que apenas uma pessoa que passa por isso, sabe quais são. Por mais que seja um cargo que você pode ter almejado desde o primeiro dia no seu novo emprego, ter estudado dias e noites a fundo para isso, você com certeza não está preparado o suficiente para isso. E isso, é supernormal.

Esse post não é para desbloquear gatilhos, nem dizer que você não é capaz. Longe disso. Esse post é para mostrar que liderar vai muito além do que aquele monte de cursos, livros e afins que te preparou para chegar até aqui.

Quando você assume a liderança, você não está liderando apenas o setor de uma empresa, você está liderando pessoas. E essa é a tarefa mais difícil de todas elas.

Normalmente, o líder chega na posição pensando naquele monte de responsabilidade que terá com a vaga. Analisar relatórios, apresentar melhorias ao setor, e ajudar a equipe na tomada de decisão. O que ele não sabe, é que muitas das tomadas de decisão serão tomadas apenas por ele, e não pela equipe. Que olhar a demanda em execução dos colaboradores, é muito mais constante do que você pensa, pois ela irá evitar decisões futuras de correções de problemas. E com toda a certeza do mundo, delegar as demandas pode ser a tarefa mais difícil.

Delegar as demandas. Por que isso é tão difícil?

Eu não tenho a resposta correta para isso. E acho que quase ninguém tem. Porém, todos nós que já passamos por esse processo temos algumas ideias e até motivos pelos quais nós mesmos tivemos dificuldades em delegar.

Falta de confiança:  Aqui são vários motivos que geram essa falta de confiança, e não é porque você não confia na sua equipe. Muitas vezes, o líder antes de ser líder realizava aquela demanda. E ele tinha tanto apego por ela, que não sente confiança em passá-la a alguém. Muitas vezes também o líder era amigo da equipe antes de liderar. E com isso, ele já escutou algumas vezes piadas ou até mesmo comentários negativos sobre a demanda em específico. O que cria um receio do líder em compartilhar a tarefa.

Medo de perder o controle:  Parece simples, mas controlar tarefas não é. Quando você lidera uma equipe, você precisa acompanhar tarefas mais que outras. E isso é normal. Deixar o resultado daquela tarefa ser entregue diretamente ao cliente pode gerar uma dificuldade, pois você tem na sua cabeça uma ideia de entrega, e sua equipe outra.

Falta de tempo para treinar:  Vamos pensar em tarefas que antes você fazia, e hoje como líder você não deveria fazer. Como só você fazia, só você tem o conhecimento completo da entrega dela por completo. E em uma correria do dia a dia, treinar alguém para fazê-la, pode demorar mais tempo do que você mesmo fazê-la, correto?

Insegurança: É mais comum do que você pensa, o líder se sentir inseguro. Por que eu vou pedir para o colaborador responder esse e-mail, se antes eu respondia? Por que eu vou passar a equipe uma tarefa tão sensível, se eu posso fazê-la? O líder não tem tempo para fazer tudo isso, pelo menos não com a qualidade que deveria. Por isso, a importância de delegar e acompanhar.

Esses são apenas alguns desafios que o líder passa no período de transição. Virar a chave do” eu faço” para “minha equipe é capaz de fazer” é uma das chaves mais difíceis de virar.  O líder quando chega nesse cargo, recebe um mundo de informações que antes não recebia. Agora, ele não se preocupa apenas em entregar seu trabalho, ele se preocupa com a entrega dos trabalhos dos colegas. Com a qualidade de vida dos seus colaboradores, com os atrasos da equipe, com os calendários de férias e tudo mais que possa vir.

 Uma dica que eu dou para novos líderes, foi o que meus mentores na época me disseram: “Enquanto você está com a cabeça atendendo chamados que você não deveria atender, você não está vendo os problemas que podem surgir, e eles surgem.” E adivinhem, eles aconteceram.! E o que eu estava fazendo? Atendendo demandas que não eram mais minhas.

Uma segunda dica que eu lhe dou, escolha um mentor. Defina alguém que você admira, que já passou pelo mesmo desafio que você está passando. Escute o que ele tem a dizer. Siga conselhos, erre, erre e corrija. Faça cursos também, aplique os conhecimentos do curso e volte atras caso não te agrade.  Cada ambiente é diferente, as vezes a receita do bolo não funciona em todos os tipos de fornos, e isso é normal.

Aprenda e depois ensine. Do mesmo jeito que você teve dúvidas, muitas outras pessoas também irão ter.

Sobre Bianca Dezorzi 94 Artigos
Pós Graduada em Gestão de T.I, estou sempre aprendendo e consumindo conteúdos de Gestão. Atualmente sou Customer Success Manager na BNP e coordeno uma poderosa Central de Serviços. E nas horas vagas? Amo passear na natureza com meus cachorrinhos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*