Como a Gestão de Recursos Humanos trabalha com a Gestão de TI

Continuando nossa jornada sobre os tipos de gestão que trabalham em conjunto com a TI, hoje iremos falar da Gestão de Recursos Humanos, alinhada com a Tecnologia. Por mais intuitivo que o nome seja, muitos não sabem exatamente como a Gestão de Recursos Humanos atua em conjunto não só com a TI, mas sim com outras áreas da empresa.

Foi o tempo em que o setor de Recursos Humanos era responsável apenas por contratar e demitir pessoas da organização, hoje é bem mais remodelada e dinâmica, e o papel dessa pessoa hoje é justamente evitar um Turnover com uma frequência tão grande, que prejudique a operação da empresa.

Quando o RH faz uma entrevista para uma vaga, ele está avaliando seu perfil como pessoa, não seu perfil e aptidões para a vaga, ou seja, o famoso SoftSkills. Com essa avaliação ele vai contratar você baseado em primeiras impressões, porém primeiras impressões não são a realidade sua. É aí que o outro papel da Gestao de Recursos humanos entra em ação.

Após todas as etapas do processo seletivo, os recursos humanos serão os responsáveis por fazer o onboard, apresentar a empresa, qual as atividades que se esperam do novo colaborador. Junto com o Gestor de TI, eles iram avaliar o desempenho e performance dos membros da equipe, seu desempenho dia após dia, e o que essa pessoa precisa melhorar, tanto em perfil como tecnicamente.

Com isso, serão desenvolvidos treinamentos, campanhas de boas práticas e uma constante rotina de aperfeiçoamento deste recurso. Junto com o Gestor de TI, o RH pode participar de Feedbacks de construção, ou até mesmo de acompanhamento do bem-estar desse funcionário na organização. O lado bom disto, é que uma visão de alguém de fora do setor, ajuda muito na garantia da entrega das expectativas do recurso. Claro que não são todas as empresas que usam as duas últimas opções com o setor de Recursos Humanos, e isso não é nenhuma lei.

Dentre as vantagens desta prática, temos a diminuição de Turnover. Seja por parte da empresa, ou por parte dos funcionários. Quando a empresa vai desligar um colaborador, é porque realmente todas as possibilidades já foram esgotadas, pois treinamentos e mentorias foram aplicadas. O mesmo acontece quando um funcionário deseja sair. A empresa consegue ter um período de dados sobre a jornada da pessoa dentro da organização, e consegue saber melhor quais as reclamações com embasamento surgiram, e assim aplicar isso como melhoria.

Uma outra vantagem da diminuição do turnover é o tempo e dinheiro gasto com seleção e recrutamento de pessoas, novas contratações e adaptações com a jornada de trabalho. Isso tudo leva tempo, e no mundo dos negócios tempo é dinheiro, e muito dinheiro. Então sempre pense antes de desligar um membro da organização, será que tudo o que poderia ser feito, realmente foi?

Sobre Bianca Dezorzi 89 Artigos
Pós Graduada em Gestão de T.I, estou sempre aprendendo e consumindo conteúdos de Gestão. Atualmente sou Customer Success Manager na BNP e coordeno uma poderosa Central de Serviços. E nas horas vagas? Amo passear na natureza com meus cachorrinhos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*