TCP e UDP – Identificação de aplicações

Fala Rapaziada. Tudo na paz?

Se você trabalha com TI, provavelmente já ouviu falar sobre portas TCP e UDP, mas você sabe como funciona e para que serve o uso delas? Nesse post tentarei explicar de forma simplificada sua função em um ambiente de redes. Logo em seguida, irei postar um outro artigo explicando as principais diferenças entre portas TCP e UDP.

TCP (Transmission Control Protocol) e UDP (User Datagram Protocol) – São protocolos de rede da camada de transporte, responsável por preparar os dados, reorganizá-los e identificar suas aplicações (através do uso de Portas). Nesse post irei focar apenas na parte de identificação das aplicações com o uso de portas.

Como funciona a identificação das aplicações?

Imagine que você precisa entregar vários produtos em um condomínio, porém cada produto para uma casa diferente, caso você não coloque a identificação no produto, o porteiro não saberá para qual casa cada produto é destinado.

Pois bem, a entrega dos dados não é muito diferente do exemplo acima,  as portas funcionarão para identificar para qual aplicação será enviada cada pacote.

Como exemplo, imagine um pessoa que está navegando na internet e acessando sites que utilizem o protocolo HTTP (protocolo utilizado para navegação Web). A camada de transporte irá adicionar o cabeçalho TCP no pacote, onde estará determinada a porta 80 como destino.

Com isso, a camada de transporte estará dizendo “Quero que esse pacote deseja destinado ao protocolo HTTP”

Quando o pacote chegar ao servidor web resposável pelo site, a camada de transporte do servidor irá fazer a leitura do da porta de destino contida no cabeçalho TCP, assim encaminhando o pacote para o HTTP.

Usei como exemplo o protocolo HTTP, mas é dessa mesma forma que funcionará para todo e qualquer tráfego enviado entre dois hosts. A porta sempre será usada para identificar para qual aplicação o pacote estará destinado. Veja abaixo uma tabela com as portas conhecidas mais utilizadas no dia a dia:

Número da   PortaProtocoloServiço de   Rede
20TCPFTP Dados
21TCPFTP Controle
22TCPSSH
23TCPTelnet
25TCPSMTP
53UDP,TCPDNS
67, 68UDPDHCP
69UDPTFTP
80TCPHTTP
443TCPHTTPS
110TCPPOP3
161UDPSNMP

Elas também seguem um padrão de portas, são elas:

  • Portas conhecidas (de 0 a 1023) – Portas reservadas para serviços e aplicações.
  • Portas Registradas (de 1024 a 49151) – Portas designadas para processos ou aplicação de usuário, normalmente e escolhida manualmente pelo usuário para rodar algum processo ou aplicação.
  • Portas Dinâmicas ou privadas (De 49152 a 65535) – Portas dinâmicas são dignidades dinamicamente quando se inicia uma nova conexão.
Sobre Vitor Prado 11 Artigos
Das periferias de Diadema para o mundo. Maloqueiro nato que encontrou na evolução um dos sentidos da vida.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*