BYD x Tesla: A “guerra” dos elétricos com públicos totalmente opostos  

Antes de ler esse artigo, faça a seguinte pergunta! Quantos BYD você já viu nas ruas do Brasil, e quantos Teslas você já viu na rua do Brasil?

A resposta pode estar na ponta da sua língua, mas para as montadoras não está. Principalmente para a Tesla que viu o BYD dominar os elétricos ao redor do mundo, e ter suas vendas reduzidas.

A diferença parece óbvia: BYD faz carros elétricos! Tesla faz carros elétricos autônomos!  Mas não é assim.

A BYD possui uma proposta ecológica, com carros 100% elétricos, e a um preço muito bom. Já a Tesla, possui carros elétricos autônomos. A sensação na tecnologia quando foi lançado. Porém, o público é composto por pessoas de classe altíssima, e com muito dinheiro para gastar. Aqui, a empresa não vende um carro elétrico, vende um carro do Elon Musk. Já no primeiro exemplo, a BYD vende carros elétricos, para todo o público. Sentiu a diferença na proposta?

O dinheiro do público também sentiu. E o bolso do Elon Musk pode sentir logo, logo. A BYD chegou no Brasil com força, enquanto a Tesla ainda nem está por aqui. Por possuir um publico mais seleto, a Tesla quer apresentar o ar de exclusividade, enquanto a BYD quer apenas vender.

E isso, incomodou muito o Elon Musk. Os resultados também. A BYD fechou o último trimestre com a marca de elétricos mais vendidos no mundo. Roubando o posto da Tesla. Por mais que os públicos sejam totalmente diferentes, isso abre uma grande margem para os chineses desenvolverem carros luxuosos que possam servir de concorrente direto da Tesla. E isso, é preocupante!

Além do preço estar bem em conta, a BYD agora tem navio! Ou seja, se você já comprou algo internacional por exportação marítima, sabe o custo e o prazo desse frete. A BYD agora consegue transportar por conta, 7 mil veículos, para vários países, com frete próprio e no prazo que eles querem entregar. Sem a necessidade de esperar um navio cargueiro estar fechado, para levar os veículos.

Qual a reação do Elon Musk? Diminuir preços!  Com maior oportunidade de escolha, ele pensa em recuperar os consumidores que começam a olhar o chines com um jeito diferente. Saiu de um longo prazo, para um prazo mais curto de disponibilidade de veículos em todos os países do mundo.

Agora se você está pensando, carro chines não tem fabrica no Brasil, se der problemas é prejuízo. Mude seu conceito. A BYD vai investir cerca de R$3 Bilhões de reais para criar 3 linhas de produção em Camaçari, na Bahia. E a Tesla? Sem novidades por enquanto.

Agora mudo minha pergunta: Quantos BYD e quantos Teslas você vai ver por aqui?

Sobre Bianca Dezorzi 89 Artigos
Pós Graduada em Gestão de T.I, estou sempre aprendendo e consumindo conteúdos de Gestão. Atualmente sou Customer Success Manager na BNP e coordeno uma poderosa Central de Serviços. E nas horas vagas? Amo passear na natureza com meus cachorrinhos.

2 Comentário

  1. A BYD ao meu ver é uma empresa com muito potencial, que vai crescer muito por aqui e ao redor do mundo! Um carro elétrico, confortavel, com um design até que bacana e que se você olha por dentro tem itens que remetem ao luxo, e tudo isso por um valor justo! Veio para ganhar seu lugar, possibilitando que nós meros mortais tenhamos um elétrico, o que até pouco tempo pelos valores era inviável para muitos! O que é muito bom, não pelo carro em si, mas pelo bem ao ambiente que este tipo de automóvel traz, e que agora possibilita que mais pessoas o tenham.
    Agora a tesla por sua vez, ao meu ver, acho que se tornou algo focado em marca, status e claro segurança, porém temos outras empresas com foco em segurança e valores melhores certos?
    Acho que a briga já esta ganha pela BYD, e a Tesla ou aceita, ou precisará rever seus conceitos.

    • Concordo.
      Porém, a BYD vai precisar por conta própria investir em pontos de recargas. Pois no nosso país não é fácil encontra-los.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*