FAZ UM PIX, ou FAZ UM DREX? A moeda digital do Brasil chega em 2024

Quem acompanha noticiários, já deve ter escutado falar sobre ela a uns meses atrás, mas só nesta semana que foi definido realmente o nome dela. E se chamará DREX!

FAZ UM PIX, agora virou FAZ UM DREX? CALMA, fiquem comigo nesse artigo, que vou explicar para vocês um pouco sobre essa moeda. O Drex será a moeda digital do Brasil a partir de 2024, por mais que já tenhamos o PIX circulando e funcionando bem por aí, ele não é moeda digital, e sim dinheiro “real”. O DREX ficará armazenado no Blockchain, se você não lembra como funciona, falei um pouco sobre isso aqui: https://4future.com.br/index.php/2022/04/05/o-que-e-blockchain/

O Drex não é uma criptomoeda, e sim uma moeda digital. As criptomoedas são ativos hospedados no Blockchain, porém as criptos podem ser criadas e distribuídas por qualquer instituição financeira credenciada, já o DREX apenas poderá ser emitido pelo Banco Central, o que dará mais controle ao BACEN, e ajudará o governo a controlar melhor o dinheiro em circulação.

E como funciona esse tal de DREX?

Depois que eu pesquisei bem afundo sobre o funcionamento dele, consegui encontrar por ai 2 exemplos que irão facilitar e muito seu entendimento.

No PIX, é possível pagar na hora, ou agendar uma transferência certo? No dia agendado, o PIX cai automaticamente na conta da pessoa, mas será que o serviço foi realmente prestado?

 Com o DREX, é possível transferir o dinheiro programado apenas quando o serviço é executado de fato.

Ex1: Compra de carro:

Você comprou um carro, e deixou o DREX agendado para pagamento. Porém, o pagamento só será feito após a transferência da documentação do veículo. Com o PIX, você vai precisar acompanhar esse agendamento, e reagendar sempre que o momento de transferência estiver chegando perto, e a documentação ainda não tiver sido transferida.

Com o DREX, é possivel programar que o pagamento ocorra apenas após a transferência da documentação. O próprio DREX monitora o site do Detran, e quando o veículo for transferido para o seu nome, ele automaticamente transfere as moedas para a conta do beneficiário.  

Ex2: Programas Sociais:

Hoje o Governo tem um programa social chamado: Vale Gás. O beneficiário recebe o dinheiro equivalente a compra de um botijão de gás em conta, e usaria na teoria esse dinheiro para comprar o gás. Porém, nada impede que ele compre um cigarro, uma blusinha nova, ou até mesmo um Duelinho na esquina. (Se você tem mais de 30 anos, você entendeu a referência hahha).Com o DREX, isso não será mais possível.  O Governo irá destinar o valor via DREX, o dinheiro só poderá ser usado quando o pagamento for identificado em um CNPJ com cadastro para vender Gás. Se o CNPJ não tiver relação com venda de gás, a compra não é aprovada.

O DREX tem a capacidade de “saber para onde ele está indo”, e isso além de tornar mais fácil o controle, ainda pode evitar fraudes de grandes proporções. O exemplo do carro é ideal nesse entendimento.

 O programa ainda está em Homologação, será lançado apenas em 2024 e até lá poderá sofrer várias alterações. Mas o que tudo indica, se funcionar exatamente desta maneira que o Governo nos passou, será sensacional.

A única pergunta que fica em xeque ainda é relacionado as pessoas que não possuem acesso a internet, como utilizarão o DREX?

Qualquer novidade sobre o tema, meus colegas ou eu iremos passando a vocês por aqui.

Mas é aí, FAZ UM PIX, ou FAZ UM DREX ?

Sobre Bianca Dezorzi 89 Artigos
Pós Graduada em Gestão de T.I, estou sempre aprendendo e consumindo conteúdos de Gestão. Atualmente sou Customer Success Manager na BNP e coordeno uma poderosa Central de Serviços. E nas horas vagas? Amo passear na natureza com meus cachorrinhos.

4 Comentário

  1. Obrigada por explicar, havia assistido diversas vezes à respeito nos noticiários e não havia entendido rs Mas realmente, a questão é como todos terão acesso ao DREX se nem todos possuem Internet..

    • Os noticiários estão meio confusos neste tema, muita informação picada, pra quem não esta acompanhando por fora, é dificil entender mesmo. Fico feliz em saber que agora está claro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*