Como usar a tecnologia para aprender idiomas

Do you speak English? Yes, I do. / No, I don’t. Parece até uma frase fácil, com uma resposta bem objetiva. Mas e se a resposta fosse a seguinte: No, I speak Enghish more or less, I make course at all weekend.  Você saberia o que está sendo dito? E respondê-lo em inglês, saberia?

                Quando pensamos que mesmo residindo no Brasil, e tendo como língua nativa o Português, o profissional de TI vai se deparar muito no dia a dia com o Inglês, seja em base de conhecimento, fóruns de resoluções e até mesmo suporte com tecnologias. Quantos de vocês nunca se depararam com um suporte da gigante Microsoft com um portunhol? E quantos de vocês não precisaram de um suporte mais complexo, e ele era todo em inglês?  Antes que você se pergunte, eu não falo inglês! Passo bem longe de ser fluente, e no momento faço cursinho para destravar a língua. E como sempre acontece, fico pesquisando na internet formas de agilizar esse processo, pois quem não prática, não aprende. Pensando nisso, fiz uma lista de coisas que encontrei, e que estão me ajudando um pouco nessa jornada.

Aplicativos

                Quem tem uma vida muito corrida, essa categoria vai ajudar, e muito! São aplicativos que você pode baixar, e fazer as atividades na hora do seu almoço, ou até mesmo quando está no ônibus, trem ou metro.

                Duolingo, Babbel, Rosetta Stone e Memrise: De todos, só falta eu baixar o Rosetta. Todos os outros eu tenho, e uso frequentemente. Eles possuem cursos bem interativos, com as lições focadas em vocabulário, e muita, mas muita prática de audição.  Alguns tem até desafios diários, onde você consegue é desafiado através de notificações a acessar e fazer a lição do dia. E sabe o que é melhor? Todos possuem uma versão gratuita.

Podcasts:

                Esse item aqui foi baseado em muitas pesquisas na internet. É difícil encontrar alguém que recomende um podcast bom, e no nível que você está. Encontrei essas 3 recomendações: Curso Inglês Rapidão, The Enghish We Speak e o TED Talks.

                The Enghish We Speak: Capitulos novos a cada semana. Podcasts de 3 minutos sobre gírias utilizadas na língua inglesa.

                TED Talks: Capítulos diários ligados a jornalismo. Esse aqui é para quem já tem um pouco mais de entendimento da língua.

Curso Inglês Rapidão:  Fala de frases, conversão básicas. Avançadas e outras dicas. Capítulos maiores, porém, atende diversos níveis de conversação.

Sites de conversação:

                O mais sensacional de todos, com toda a certeza do mundo. Pela nossa World Wide Web, existem diversos sites, e plataformas de conversação online. Onde pessoas do mundo todo, ajudam pessoas a aprender a língua nativa dele, e em troca aprender a sua língua nativa. Funciona assim: Se eu quero aprender inglês, consigo me conectar com pessoas nativas no inglês, que querem aprender português. É sensacional a troca de conhecimento que acontece por aqui. Além de você aprender mais, ainda ajuda quem está aprendendo.

                Uma plataforma muito usada hoje para isso, é o Tandem. Aqui você encontra pessoas do mundo todo. Se seu objetivo for o inglês, é possivel selecionar inglês americano, britânico, australiano, e por aí vai. Eu ainda não o testei, mas dizem que ele é sensacional.

Mídias Sociais

                Uma ótima opção para quem está aprendendo inglês. Dá para ligar seu momento de uso de rede social, a língua que você quer aprender. Muitos de nós, usam o LinkedIn para ver algo na rede, relacionado a trabalho pelo menos uma vez ao dia. Nessas horas aparecem postagens com dicas, conteúdos para assistir e muito mais.

CHAT GPT

                É possível ainda falarmos de diversas outras tecnologias que ajudam a aprender a língua. Mas eu não poderia sair deste artigo, sem falar da incrível IA. Você já pensou em conversar com o chat GPT em inglês? Ela consegue te ajudar nisso. É viciante, e você aprende brincando.

Espero que tenham gostado, e até o próximo artigo.

Sobre Bianca Dezorzi 89 Artigos
Pós Graduada em Gestão de T.I, estou sempre aprendendo e consumindo conteúdos de Gestão. Atualmente sou Customer Success Manager na BNP e coordeno uma poderosa Central de Serviços. E nas horas vagas? Amo passear na natureza com meus cachorrinhos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*