Redes WiFi – Qual o melhor canal de WiFi para sua casa/empresa?

A fim de conseguirmos uma navegação estável e com boa velocidade, devemos evitar ao máximo as interferências no ambiente. Há um post aqui no 4future sobre frequências de WiFi, onde explico um pouco sobre qual devemos escolher, 2.4 Ghz ou 5 Ghz. Neste post irei explicar qual canal de cada frequência devemos utilizar, e porquê.

Quando vamos configurar um roteador WiFi devemos nos atentar a qual o melhor canal para aquele cenário, como descobrir?

O melhor canal a ser utilizado é sempre o que possui menos “concorrência”. Os sinais de WiFi são dispersos no ar, por diversos dispositivos distintos, gerando colisão de pacotes quando mais de uma rede disputa esse “meio comum” entre eles.

Existem quantidades de canais diferentes quando comparamos as frequências de 2.4 Ghz e 5 Ghz. A malha de canais disponíveis para a frequência de 2.4 Ghz vai de 1 a 13, já a de 5 Ghz de 36 a 165 (onde devemos evitar a faixa entre os canais 52 e 144, como visto no post sobre DFS), com isso já podemos imaginar que é mais fácil trabalhar na frequência de 5 Ghz, já que ela possui muito mais flexibilidade para operadores de redes wireless devido a maior disponibilidade de banda em seu espectro.

Abaixo ilustro ambos os espectros, de 2.4 Ghz e de 5 Ghz, com a disponibilidade de canais.

Espectro de 2.4 Ghz sem sobreposições

Espectro de 5 Ghz sem sobreposições

Quando escolhemos um canal para configuração, para um melhor funcionamento, devemos evitar ao máximo as sobreposições. Quando um canal é escolhido, ele utiliza o seu próprio canal e os adjacentes conforme a largura de banda escolhida, com isso, os melhores canais para utilização em 2.4 Ghz são os 1, 6 e 11 já em 5 Ghz, são os 36, 48, 149 e 165.

Abaixo ilustro possíveis problemas de interferência quando um canal é configurado de forma incorreta.

Espectro de 2.4 Ghz com sobreposições
Espectro de 5 Ghz com sobreposições

No cenário anterior, foram escolhidos os canais 3, 6 e 9 para a rede de 2.4 Ghz e 36, 44, 52, 149, 157 e 165 para a rede de 5 Ghz. Com isso existem muitas sobreposições, causando colisão de pacotes, perca de informações e queda de velocidade.

Os roteadores têm a opção de configuração automática, mas em muitos cenários ela acaba sendo inviável, por considerar redes utilizadas como livres. O ideal é sempre configurarmos de forma manual, mediante análise de espectro que pode ser feita por aplicativos de celular como o WiFiman e o WiFi Analyzer, disponíveis para Android e iOS, além do inSSIDer para Windows.

A busca por uma melhor configuração de canal deve ser constante, pois sempre que um novo dispositivo é configurado nas proximidades, podemos encontrar problemas de navegação, sendo necessária uma nova análise e alteração dos canais.

Sobre Jhonathan Chaves 58 Artigos
Amante de novas tecnologias, apaixonado pela família e louco pelo Corinthians.

5 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*