Protocolo OData no Power BI


O OData (Open Data Protocol) é um padrão de comunicação que segue os protocolos da indústria, facilitando a criação e utilização de APIs RESTful para compartilhar dados de maneira uniforme. Inicialmente desenvolvido pela Microsoft em 2007, o OData é agora um padrão aberto mantido pela OASIS (Organization for the Advancement of Structured Information Standards).

Utilizando o formato AtomPub para representação de recursos, o OData estabelece um modelo de dados aberto e claro, permitindo uma compreensão fácil e uma adoção ampla. Com suporte para múltiplos formatos de dados, como JSON e XML, o OData é compatível com diversas plataformas e linguagens de programação.

Sua estrutura fundamental inclui conceitos como entidades, conjuntos de entidades, propriedades, relações e consultas. As entidades representam os recursos expostos pela API, enquanto os conjuntos de entidades são coleções desses recursos. As propriedades descrevem os atributos de cada recurso, e as relações estabelecem conexões entre eles.

Além disso, o OData permite a realização de consultas, possibilitando aos clientes filtrar, classificar e paginar os dados obtidos pela API. As consultas são formuladas utilizando a sintaxe da Linguagem de Consulta OData (OData Query Language), que utiliza operadores lógicos e aritméticos comuns.

Uma das principais vantagens do OData é sua capacidade de integrar dados provenientes de diferentes fontes, como bancos de dados relacionais, NoSQL, arquivos e serviços da web. Ademais, o OData oferece recursos robustos de segurança e autenticação, garantindo que os clientes acessem apenas os dados autorizados.

Em síntese, o OData representa um protocolo de comunicação padronizado para a criação e utilização de APIs RESTful, promovendo a interoperabilidade entre diversas plataformas e linguagens de programação.

Feed OData no Power BI

No Power BI, o conector OData é utilizado para se conectar a fontes de dados que expõem serviços OData.

Com o conector OData no Power BI, é possível se conectar a uma variedade de fontes de dados, como serviços web, APIs e sistemas de gerenciamento de dados que suportam o protocolo OData. Depois de conectar-se a uma fonte de dados OData, você pode importar dados para o Power BI e começar a criar visualizações e relatórios com esses dados.

A conexão OData no Power BI oferece uma maneira flexível e poderosa de integrar dados de diferentes fontes em seus relatórios e análises, facilitando a criação de insights a partir de dados provenientes de várias fontes e sistemas diferentes.

Sobre a integração com Power BI

Integração Simplificada: O conector OData no Power BI simplifica a integração de dados de diferentes fontes, como serviços web, APIs e sistemas de gerenciamento de dados, através de um protocolo padronizado.

Acesso a Diversas Fontes de Dados: Com o conector OData, é possível acessar uma ampla gama de fontes de dados que suportam o protocolo OData, o que inclui sistemas de CRM, bancos de dados, sistemas de gestão empresarial, entre outros.

Facilidade de Manipulação de Dados: Uma vez conectado a uma fonte de dados OData, os usuários podem importar e manipular os dados diretamente no Power BI, criando visualizações e relatórios interativos para análise e tomada de decisão.

Problemas e limitações conhecidos

Devido à estrutura do OData e de outros conectores da web, as associações podem apresentar desafios de desempenho. Embora seja possível usar colunas de navegação ao combinar tabelas de uma fonte OData, essa opção não está disponível ao combinar com fontes não OData.

Se você estiver enfrentando problemas de desempenho ao combinar uma fonte OData, é recomendável aplicar Table.Buffer à consulta OData no editor avançado antes de combinar os dados.

Problemas de teste de conexão

Quando você fornece uma URL para o conector OData que não é apenas a raiz do serviço (por exemplo, se houver um filtro na URL), ao configurar a atualização no serviço, será necessário selecionar a opção Ignorar Teste de Conexão.

Ao inserir credenciais para um serviço OData no Power BI (por exemplo, após a publicação de um arquivo PBIX que utiliza OData.Feed), o Power BI Service testará as credenciais, mas ignorará quaisquer opções de consulta especificadas na consulta M. Essas opções de consulta podem ter sido especificadas diretamente na fórmula (por exemplo, usando a barra de fórmulas ou o editor avançado) ou adicionadas pelo editor do Power Query por padrão.

O conector OData no Power BI é uma ferramenta poderosa que simplifica a integração e análise de dados de diferentes fontes, permitindo que os usuários criem insights valiosos a partir de informações dispersas. Ao aproveitar as capacidades do conector OData, os profissionais de dados podem tomar decisões mais informadas e impulsionar o sucesso de suas organizações em um mundo cada vez mais orientado por dados.

Sobre Janaina Valim 77 Artigos
Como Analista de Dados, minha paixão é desvendar insights valiosos e transformá-los em estratégias de sucesso. Constantemente em busca de novos conhecimentos, minha jornada vai além das planilhas e gráficos. Fora do mundo dos dados, sou uma apreciadora entusiasta de vinhos e cervejas, sempre em busca de novos sabores e experiências.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*