Bonificação para crescimento de empresas

Você já pensou que para crescer no mercado, você não precisa apenas de um time com conhecimentos aprofundados no assunto que sua equipe de T.I administra, mas sim de um time engajado para alcançar as metas que você deseja levar para seus clientes.

Estaria cometendo um erro grotesco se falasse que o conhecimento não motiva a equipe, é claro que motiva. Quem nunca entrou em uma nova equipe, olhou o conhecimento de cada um e disse” um dia vou ser igual a fulano”, ou até mesmo tem o sonho de ser igual a algum super expert na área que você atua? Se você se identifica com alguma dessas duas questões, esse post é para você.

                Para quem trabalha na área de T.I, com certeza já se pegou realizando uma pesquisa na internet relacionado a gestão, e cair nos conceitos da ITIL. E isso não acontece por acaso, pois a ITIL não visa apenas o Valor que o cliente recebe, mas entende que valorizar a equipe, demonstrar o valor de cada um, gera um imenso retorno para o funcionário que se sente bem em trabalhar na empresa, para a empresa que consegue manter um bom funcionário, e para o cliente que sente tão bem , que não pensa na empresa de T.I. como um fornecedor e sim como um parceiro.

                Como motivar o funcionário? Essa pergunta é daquelas que vale 1 milhão de dólares, e até mesmo o maior gestor de empresas que você pode conhecer, ainda não sabe a resposta concreta. Por quê? Por que não existe uma fórmula, não somos robôs, somos pessoas, cada um age e pensa, tem metas diferentes, mas todos temos apenas uma coisa em comum, precisamos e necessitamos de dinheiro para  sobrevivência, por isso grandes, médias e pequenas empresas na área de T.I. principalmente, pagam bonificações para seus funcionários, bonificações essas que variam de um bônus mensal para cumprir suas atividades, premiações por desenvolvimento de um projeto, bônus por atingimento de meta de anual, parte da lucratividade da empresa no ano anterior, entre outras coisas que apenas quem está na lista dos bonificados saberá dizer o que recebe.

                Baseado nesse monte de meios de bonificar os funcionários, você deve pensar. Será que dá resultado? E como vou medir isso? Simples, resultado dá se você definir metas, não metas impossíveis, senão de nada vai adiantar, defina metas que são alcançáveis, pois a equipe vai se sentir motivada a batê-las, justamente por ser alcançável. Coloque todos da equipe no meio disso, não deixe ninguém de fora, pois o deixar de fora vai gerar uma sensação de exclusão na equipe, e você quer motivação. Incentive a colaboração de todos, mostre que cada um tem um papel importante naquilo, assim você vai conseguir que a meta seja atingida, e todos irão se sentir parte daquilo. E por último, mas não menos importante: Meça os resultados. De nada vai adiantar você definir uma meta impossível, da mesma maneira que não adianta você bonificar uma equipe que não dá resultado, sente com os responsáveis por aquilo, exponha onde você está, e onde você quer que chegar com aquilo, mostre o que precisa melhorar, e desconte algo se aquilo ao invés de melhorar, ficar pior. Aponte as vantagens daquela bonificação não só para você, mas para todos os envolvidos.

                Além disso, você não precisa motivar um funcionário apenas com dinheiro para que ele evolua, ajude-o a evoluir de outras maneiras. Disponibilizar cursos que a empresa tem interesse em ver seus profissionais qualificados, auxilio estudo, auxilio faculdade, até mesmo uma premiação em consequência de uma certificação, um voucher para alguma prova, entre outras milhões de ideias que só quem conhece seu funcionário, irá saber como motiva-lo.

Ai você pode até pensar. Mas se eu preparo, invisto e qualifico o meu funcionário, ele não pode usar meu investimento e sair da empresa? Sim, pode. São riscos que você corre. Mas se pergunte, ” E se eu não investir nele, o risco e o impacto que um funcionário sem qualificação me traz, não é maior?. Pense nisso !

Espero que tenham gostado. Se você é um desses CEOs, responsáveis por equipe, conte-me se já pensaram em algo do tipo, ou se até mesmo já aplicaram. E caso não tenham aplicado nada ainda, diga-me o que acham dessa ideia. E se você não é um desses acima, mas é um membro de uma equipe, compartilhe esse post, vai que seus superiores curtam a ideia, vai ser melhor para você rs.

   Abraços e até o próximo post. ♥

               

            

Sobre Bianca Dezorzi 8 Artigos
Formada em Gestão de T.I, apaixonada por cães e sempre aprendendo. Atualmente trabalho como Customer Success Manager e coordeno uma poderosa central de serviços

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*